Tenossinovite ou síndrome de De Quervain

1)    CONCEITO:

É a constrição dolorosa da bainha comum dos tendões do abdutor longo e extensor curto do polegar no punho (1º túnel dorsal do carpo).

2)    ETIOLOGIA:

a. Causas de Origem Não Ocupacional:

  • Fatores Metabólicos: Diabetes, Gota, Hipotiroidismo;
  • Fatores Inflamatórios Gerais: Artrite reumatóide, tuberculose, infecção fúngica.
  • Puerpério (Pós parto imediato)
  • Infecção da distância (Amigdalites, otites, dentárias)

b. Causas de Origem Ocupacional:

  • Atividades de pinçamento do polegar e o indicador, com movimentos de flexão e extensão de punho, especialmente fazendo força;
  • Uso de ferramentas e instrumentos de trabalho que exijam desvio ulnar do carpo;
  • Alta repetitividade com repetição de movimento com o punho sem apoio, uso excessivo de força, compressão do polegar ou do punho.

3)    SINTOMAS:

 

. Dor de início lento podendo apresentar-se agudamente, na região dorsal do polegar. Podendo irradiar para o antebraço.

Com o avanço da doença o paciente tem dificuldade para segurar objetos (xícara, caneta, ferramentas) que exijam a posição de pinça do polegar -  (torcer  roupa, abrir a porta, abrir tampa de latas

4)    DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL:

Hemograma;

RX de Mão (diagnóstico diferencial com artrose do polegar);

Provas Reumáticas.

5)    TRATAMENTO:

a. Tratamento Conservador

  • Antiinflamatórios não hormonais;
  • Imobilização do polegar (gesso incluindo o polegar)
  • Fisioterapia
  • Infiltração com corticóide;

b. Tratamento Cirúrgico- Abertura do primeiro compartimento dorsal.

6)    CONDUTA OCUPACIONAL E PREVENÇÃO:

  • Correção de posturas viciosas nos postos de trabalho
  • Respeito as suas limitações em ritmo de trabalho, força física, pausas compensatórias
  • Condicionamento físico adequado para a realização das tarefas a que se propõe.
  • Tratamento das infecções sistêmicas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar